Serviços no conforto de sua casa

Visando o conforto dos tutores e bem estar dos suínos exerço atendimento a domicilio levando todos os equipamento e insumos necessários para consulta, vacinação, vermifugação, casqueamento corretivo, odontoseccção, remoção de cálculo dentário, coleta de sangue para exames laboratoriais e para casos que necessitem de estrutura complexa atendo no hospital veterinário 24 horas na cidade de Guarulhos – SP.

Odontologia

1

Os porcos tem problemas nos dentes?
Preciso leva-lo ao dentista?

Sim. Mas não é preciso sair de casa para que sua tomadinha passe no dentista. A Dra Izabelle realiza os procedimentos odontológicas a domicilio.
O suínos nascem com 8 dentes e quando adulto totalizam 44 dentes. O dente é composto por várias camadas. A camada mais externa é chamada de esmalte e é a substância mais dura de todo corpo. Abaixo dela está a dentina que é quase tão dura quanto o osso e, ao contrário do esmalte, contém terminações nervosas. Sob a dentina está a polpa dentária composta de vasos sanguíneos com arteríolas e vênulas, tecido conjuntivo, fibras nervosas e células.

2

Quais são os sinais que indicam a necessidade de uma avaliação odontológica?

Não!. Apenas os machos tem presas com crescimento. Isso se dá por conta da evolução dos anscestrais desse animal, onde na natureza apenas os machos dessa espécie precisavam de dentes grandes e fortes para defender território, comida e os integrantes da sua família.
3

Todo suíno tem crescimento dos dentes caninos?

Não!. Apenas os machos tem presas com crescimento. Isso se dá por conta da evolução dos anscestrais desse animal, onde na natureza apenas os machos dessa espécie precisavam de dentes grandes e fortes para defender território, comida e os integrantes da sua família.
4

Qual o tratamento para machos com presas grandes?

Odontosecção periódica é a melhor opção. O tratamento consiste em secção do dente sem exposição do canal dentário e arredondamento dos cantos para evitar traumas nos tecidos moles adjacentes (língua, bochechas e gengivas)
IMPORTANTE:
• O tratamento odontológico não deve ser realizado apenas por estética.
• Não é possível a remoção completa do dente por conta da sua anatomia.
5

Os porcos tem tártaro?

Sim. O início da formação do tártaro as vezes também chamado de cálculo dental, é a placa bacteriana ou biofilme dental que endurece na superfície dos dentes. O tártaro pode causar diversos danos à saúde.
• Perda precoce dos dentes.
• Mau hálito.
• Problemas cardíacos.
6

Qual o tratamento para o tártaro?

Tartarectomia ou remoção do cálculo dentário é o nome que se dá par ao procedimento que consiste na remoção da placa bacteriana calcificada por meio de aparelho de ultrason. Deixando a superfície do dente limpa novamente.

Vacinação

1

Os porcos precisam tomar vacina anual?

Sim. Assim como os cães e gatos os suínos devem ser vacinados anualmente para adquirirem imunidade contra doenças.
• Mycoplasma
• Erisipela
• Parvovirose
• Leptospirose

Quando nascem, os filhotes contam apenas com os anticorpos fornecidos pelo leite da mãe para protegê-los contra microrganismos nocivos que possam causar doenças.
Com o passar do tempo, essa proteção passa a desaparecer e os filhotes ficam vulneráveis.
Ao ser vacinado, o filhote recebe uma pequena dose de vírus ou bactérias para estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos contra esses agentes.
Tais agentes virais ou bacterianos geralmente estão mortos ou inativados e, portanto são INCAPAZES de provocar doença. Eles apenas servem para o organismo do animal entender a presença de agentes e combatê-los.
A vacinação é a melhor forma de previnir a doença.
Quem ama vacina.
Portanto verifique a carteirinha de vacinação da sua tomadinha e não deixe ele desprotegido.

Casqueamento

1

Conhecendo o pé do porco

Os suínos diferentemente dos cães e gatos possuem cascos ao invés de unhas.O casco dO suíno está adaptado para viver sobre um piso duro, devido as características anatômicas de seu casco. O casco pode ser dividido em 3 partes: 1. Muralha e 2 sola que juntas revestem a falange distal e são de tecido córneo duro, Neles não existem vasos nem nervos, portanto, é uma região insensível. 3 almofada plantar a qual apresenta uma camada basal mole e uma de tecido cornificado. Logo abaixo desta está o córion, camada sensível, constituída de tecido conjuntivo altamente vascularizado que nutre várias partes do casco, Nesta região existem vários nervos e uma lesão atingindo esta área causa dor e claudicação.

2

Os suínos devem fazer ‘’as unhas’’ periodicamente para manter a sua saúde e a qualidade de vida?

Sim. Um porquinho com as unhas feitas não quer guerra com niguem, a o estado dos cascos de um suíno reflete na saúde total do animal. Logo que são eles os responsáveis por suportar 100 % do peso do individuo.
O casco dO suíno está adaptado para viver sobre um piso duro, devido as características anatômicas de seu casco. Porem quase 90% dos porcos de estimação vivem em pisos escorregadios ou de pouca aderência, o que contribui para o surgimento de diversos problemas.
casqueamento têm grande importância no bem-estar e na longevidade do suíno, já que se não realizados ou então feitos incorretamente podem causar uma grande variedade de lesões nos membros, as quais podem prejudicar o animal na sua integridade física.
3

Quando saber a hora de fazer casqueamento corretivo?

O casco, assim como as nossas unhas tem um crescimento fisiológico e um desgaste natural que acontecem em equilíbrio. Existem diversos fatores que podem modificar o desgaste do casco causando deformidades que dificultam o andamento do animal. O surgimento dos primeiros sinais indicam que a necessidade de uma intervenção.
4

Quais são os sinais que indicam a necessidade de uma avaliação médica?

• Dificuldade de levantar e/ou se locomover
• Rachaduras na muralha, sola ou almofada do casco
• Sangramento
• Não apoio do membro no chão
• Mau cheiro nos cascos
5

Quem pode fazer os cascos do meu porco?

Apenas um medico veterinário capacitado. Devido ao pequeno número de profissionais capacitados nesta área, muitos problemas podem ocorrer quando o procedimento é feito incorretamente. O casqueamento exige um conhecimento especial da anatomia dos cascos e ter um cuidado extra na manutenção da biodinâmica quando é realizado o casqueamento corretivo. Tudo isso para evitar alterações que possam levar a um desequilíbrio articular e causar osteoartrites, lesões músculo esqueléticas, dores crônicas, tendinites, entre outras complicações. Por isso procure sempre um medico veterinário especialista e com experiência.